Uma jiboia foi capturada  na manhã desta segunda-feira (14) no Colégio Estadual São Daniel Comboni (Sussuarana) pelo Grupamento Especial de Proteção Ambiental (Gepa) da Guarda Civil Municipal (GCM). A serpente – medindo 2,5 de comprimento – foi encontrada no telhado por alunos da instituição que, assustados, acionaram a diretoria e os professores.
 
A retirada do animal ocorreu de forma tranquila e a cobra foi encaminhada pelos profissionais do Gepa para o Núcleo Regional de Ofiologia e Animais Peçonhentos da Bahia (NOAP), da Universidade Federal da Bahia (UFBa). A cobra vai passar por exames e retirada de amostra de material escamoso para cadastro no banco de dados do órgão e será direcionada para um resguardo de 40 dias com o objetivo de verificar se está doente. Após esse período, que pode se estender para melhor avaliação do estado de saúde da serpente, ela será devolvida à Natureza, caso esteja saudável.
 
O supervisor do Gepa, Robson Pires, afirmou que tem crescido o quantitativo de animais silvestres que estão adentrando nas zonas urbanas. Segundo ele, este fator se deve ao desmatamento indevido das remanescentes de Mata Atlântica, favorecendo a migração destes animais para as zonas urbanas em busca de alimento e abrigo. “É preciso que as pessoas não entrem em contato com o animal silvestre e liguem pra a Guarda Civil, que possui agentes especializados, treinados e com os equipamentos adequados", alertou.
 
 
Balanço - Apenas nos oito meses deste ano mais de 80 cobras foram apreendidas pelo grupamento. Entre os principais espécimes recolhidos estão: jiboias, sucuris, cascavéis, jararacas e corais. Caso o cidadão encontre algum animal silvestre na área urbana, é possível informar ao Grupamento Especial de Proteção Ambiental através da central de operações, que funciona 24 horas todos os dias da semana, através do telefone 3202-5312.